11 de Setembro USA

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

11 de Setembro de 2001

A paisagem de NY era marcada pela presença das Torres Gêmeas do World Trade Center. Inauguradas em 1973, elas tinham 110 andares cada. As torres eram um dos prédios mais altos do mundo e o complexo era formado por outros 7 prédios e 6 andares de sub-solos. Aproximadamente 50.000 pessoas trabalhavam lá e outras 40.000 passavam pelo complexo diariamente.

Em 11 de setembro de 2001, os Estados Unidos sofreram uma série de ataques terroristas coordenados pela organização islâmica al-Qaeda. Terroristas sequestraram aviões comerciais de passageiros e colidiram intencionalmente contra as Torres Gêmeas, matando todos a bordo e muitas das pessoas que trabalhavam nos edifícios. Ambos os prédios desmoronaram duas horas após os impactos, destruindo muita coisa ao redor e causando imenso dano. Foi uma coisa horrível, fato impressionante que o mundo jamais irá esquecer.

Depois disso, a paisagem de NY nunca foi a mesma. Eu havia morado na cidade anos antes dos atentados, e todas as vezes que eu voltei lá depois disso, eu batia fotos e comparava. Era evidente a falta que as Torres Gêmeas faziam no horizonte de Manhattan.

  NY antes e depois dos atentados.

 

Morei em NY em 1997 para fazer um curso de Marketing. Eu e minhas amigas almoçávamos no restaurante que ficava no topo do World Trade Center porque era um bandejão "barato". Muita gente que trabalhava no WTC almoçava ali. Era um lugar bem movimentado. Não tenho fotos do restaurante mas tenho uma foto na entrada do prédio.

 

O Novo World Trade Center

A derrubada das Torres Gêmeas do World Trade Center abalou bastante o orgulho dos americanos. Em homenagem emocionante às vítimas, uma iluminação especial feita por lasers projetaram as torres no mesmo lugar onde elas ficavam. Esse foi um ato simbólico para marcar a reconstrução do novo complexo, que teria uma torre ainda mais alta que as anteriores.

 Maquete do novo complexo que começou a ser construído na área onde as Torres Gêmeas ficavam.

 

Toda a área do antigo World Trade Center virou um gigante campo de obras. A reconstrução começou a todo vapor, tentando reerguer também a força do poder americano, totalmente abalado depois dos atentados de 11 de setembro.

Apesar do novo recomeço, as lembranças dos atentados não foram esquecidas, nem as homenagens às pessoas mortas foram encerradas. Ao lado do campo de obras foi colocado um Museu Memorial, com objetos encontrados nos escombros que pertenciam às vítimas, que contam a terrível história daquele dia trágico que abalou os Estados Unidos e o mundo. Esse Memorial está lá até hoje.

  Homenagem aos bombeiros de NYDP, porque muitos morreram tentando salvar vidas.

Essa cruz foi feita com vigas de aço contorcido retitado dos escombros. Logo se tornou um ícone da tragédia, um sinal de conforto, esperança e fé. A cruz foi colocada no memorial que fica no lugar onde as torres caíram.

 

O Pentágono

O prédio do Pentágono também foi atingido por um avião da American Airlines naquele terrível atentado de 11 de setembro de 2001, quando outros 2 aviões também atingiram as torres gêmeas do World Trade Center. 

   Foto da internet.

 

Por isso, hoje em dia o Pentágono tem um memorial às vítimas, com o nome delas escrito em lápides curvas com água corrente e iluminação especial. O memorial é aberto ao público (Grátis). Vale à pena visitar.

 

Leia meu post sobre Washington (capital dos Estados Unidos) e o que visitar na cidade → CLIQUE AQUI

 

O Marco Zero

Quando as obras do novo WTC foram finalizadas, o complexo foi inaugurado em setembro de 2014, exatamente 13 anos depois dos atentados que derrubaram as Torres Gêmeas. Foi uma obra audaciosa que custou quase 4 bilhões de dólares. O grande destaque é a One World Trade Center, torre com 541 metros de altura! É o 4º prédio mais alto do mundo. Assim, aquele triste espaço vazio de Manhattan voltou a ser ocupado com muita beleza, imponência e glamour.

Mais informações sobre o complexo do Novo World Trade Center, clique AQUI (site oficial)

No pátio aos pés do novo World Trade Center, está o Ground Zero. Nele foram construídas duas piscinas exatamente onde as Torres Gêmeas ficavam. Ao redor das piscinas, há uma mureta de bronze com os nomes gravados de todas as vítimas que perderam a vida nos atentados. É um lugar silencioso e comovente. O silêncio só é quebrado pelo barulho da água caindo como cachoeira no centro das piscinas.

Em 2001, eu estava grávida da minha filha caçula quando assisti pela TV os atentados de 11 de setembro. Foi uma sensação muito estranha e triste. Recentemente, estive em NY com a minha filha que estava na minha barriga quando as torres caíram. Visitamos o Marco Zero e subimos no topo do novo World Trade Center. Foi emocionante!

  Júlia minha filha.

 

Os dois espelhos d'água são a peça central do projeto do Memorial do 11 de Setembro, uma obra intitulada “Reflecting Absence” (Refletindo Ausências) do arquiteto Michael Arad. As piscinas formam a maior cachoeira artificial da América do Norte. Cerca de 26 mil galões de água por minuto escorrem pelas paredes de granito preto. O paisagista Peter Walker mandou plantar ao redor muitas árvores. Mais de 400 mudas de carvalhos preenchem a praça do Memorial, realçando a natureza reflexiva do local. 

As pessoas colocam rosas brancas nos nomes como homenagem.

 

One World Observatory

No alto do One World Trade Center tem um observatório, o One World Observatory. Subir no topo dele é uma das atrações mais legais que fiz em NY recentemente. O ingresso custa 42 dólares por pessoa e só é vendido pela internet e com hora marcada para subir. Reserve pelo menos 2 horas do seu dia para esse passeio.

Esse é o prédio mais alto de Nova Iorque e subir nele é uma atração moderna e tecnológica, eu adorei! Através de um elevador super rápido a gente sobe 102 andares (500 metros) em apenas 60 segundos. Dá até um "troço" no ouvido! Durante a subida, painéis de led fazem projeções bem legais nas paredes do elevador.

Chegando lá em cima, quando a porta do elevador se abre, é uma grande surpresa porque a gente se depara com a vista maravilhosa de NYC perante os nossos olhos.

No observatório tem restaurantes e lojinha de souvenirs. A vantagem de subir no One World Observatory é que ele é fechado e climatizado, ao contrário do Empire State que é ao ar livre. Assim não ficamos à mercê das condições climáticas, como frio e chuva.

Site oficial do One World Observatory, clique AQUI

Assista ao video abaixo, mostro um resumo como é a visita no One World Observatory:

 

Oculus Center

A estação de trens e metrôs que funcionava no antigo World Trade Center foi totalmente destruída com o atentado de 11 de setembro de 2001. Uma nova estação foi construída temporariamente até que a atual e definitiva fosse inaugurada em 2016, a Oculus Center, com um belíssimo projeto de Santiago Calatrava, que lembra uma águia de asas abertas.

A construção é formada por colunas curvas, como se fossem "costelas brancas" que se entrelaçam resultando em um efeito visual incrível. O interior da estação é maravilhoso!

Ainda tem dois andares subterrâneos que abrigam parte do shopping Westfield World Trade Center. Na verdade essa estação funciona no sistema PATH que interliga lojas e restaurantes com estações de metrôs e trens, tudo pelo subterrâneo. A Oculos Center possui cinco pistas de transporte e quatro plataformas localizadas quatro andares abaixo do nível do solo.

 

Leia também:

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.