Lençóis Maranhenses

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

foto

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma região enorme (155 mil hectares) administrada pela ICMBio, composta de dunas e lagoas formadas pela água da chuva. Fica no norte do estado do Maranhão à 250 km da capital São Luís. 

No Maranhão chove muito no primeiro semestre do ano. Isso faz com que as lagoas dos Lençóis encham. A água vem dos lençóis freáticos, subterrâneos. Por isso a água é doce, e não salgada. 

É um sonho poder mergulhar nas maravilhosas lagoas de água doce cercadas por imensas dunas de areia branquinha. Um paraíso!

 

Quando Ir

A melhor época para visitar os Lençóis Maranhenses é nos meses de junho à agosto. Esse período é o auge da temporada, quando as lagoas ficam cheias e o sol reina no céu. Em setembro, as lagoas já começam a secar lentamente. Em meados de outubro, a maior parte das lagoas já estará vazia. 

Para que a beleza dos Lençóis atinja seu máximo esplendor, é preciso esperar o período de chuvas passar, porque com tempo nublado as lagoas perdem o encanto. É a luz do sol que dá aquele maravilhoso tom de azul e verde na água. Em dias ensolarados, as cores ficam mais vivas e a transparência da água se acentua. 

Entre janeiro e maio chove muito. Não vá nesse período! O tempo estará feio e nublado e assim as lagoas ficam totalmente sem cor e sem graça. 

A temperatura nos Lençóis é agradável o ano inteiro. Varia de 26 à 30 graus. Só não é mais quente que isso por causa do forte vento que ameniza bastante a sensação de calor. Nas dunas pode-se andar descalço, não queima os pés. A areia não é extremamente quente, justamente por causa do vento.

A temperatura da água é sempre agradável!

Lembrete: Julho é o mês de férias escolares. As cidades e lagoas ficam mais cheias e os preços de passagens, hospedagens e alimentação ficam mais altos. Agosto é mês de férias na Europa. Muitos estrangeiros visitam os Lençóis nessa época, puxando os preços pra cima também. Mas é o período que as lagoas estão mais bonitas. Então para vivenciar o auge da beleza dos Lençóis, tem que encarar os custas da alta temporada mesmo. 

Na alta temporada chega a dar trânsito de jardineiras 4x4 pelas estradas dos Lençóis, devido ao maior número de turistas fazendo os passeios. Também é comum formar uma longa fila para atravessar a balsa do rio Preguiças em Barreirinhas. Mas tem que ter paciência, faz parte da aventura. Tudo vale a pena, porque a experiência de passar um dia nos Lençóis paga qualquer sacrifício.

 

Quanto Tempo Ficar

O ideal é passar 1 semana nos Lençóis para aproveitar tudo de bom que a região oferece. 

O mais legal - e o que muita gente faz - é escolher mais de uma cidade para se hospedar. Assim, a gente aproveita por completo. Fique pelo menos em 2 cidades e passe pelo menos 3 dias em cada uma.

Ao longo desse post vou mostrar o roteiro.

 

A Paisagem nos Lençóis

Vendo tantas dunas e tantas lagoas juntas, você pode até pensar que os dias nos Lençóis são cansativos e repetitivos, do tipo “mais do mesmo”, mas não! 

As centenas de lagoas podem ser parecidas, mas não são idênticas. Cada uma tem sua particularidade. Umas são mais fundas, outras mais rasas. Umas são azuis, outras são verdes. Há lagoas com vegetação dentro, outras com charmosos troncos de árvores, e há aquelas que têm ondas! Parecem até o mar! Umas são cristalinas, outras têm até peixinhos... enfim, uma maravilha.

As dunas ao redor das lagoas também se movimentam bastante por causa do vento. Por isso, cada ano a paisagem muda um pouco. 

O que é comum em todas as lagoas é a beleza e a temperatura da água, que é sempre muito agradável.

 

O que você precisa saber sobre os passeios nos Lençóis

As lagoas têm nomes apenas para organizar os passeios. Os circuitos têm o nome de uma lagoa, mas na verdade o roteiro passa por várias lagoas e dunas, sempre com paradas para banho, de 40 minutos geralmente.

Pode ser que alguma lagoa famosa já não esteja mais tão bonita quanto ao ano anterior, mas a do lado esteja incrível. Então não se apegue aos nomes e confie nos guias, que estão ali para proporcionar a melhor experiência possível aos turistas. Os guias são moradores locais e têm o maior orgulho da região. Por isso vão mostrar o que tem de melhor por lá.

Não é permitido entrar com carro particular nos Lençóis! Os passeios acontecem em veículos autorizados, geralmente Toyota 4x4 com traseira adaptada para levar grupos de até 12 pessoas. 

O preço dos passeios variam de R$ 90 à R$250 reais por pessoa, depende do roteiro, da distância e do tempo de duração. 

Os passeios podem ser de meio dia ou dia inteiro, sendo que os passeio que acontecem à tarde costumam incluir o pôr do sol, que é sempre espetacular! 

Tem que levar água, lanche e uma mochila com ítens pessoais. Não pode consumir bebidas alcóolicas durante os passeios. 

Em alguns roteiro, há paradas para almoço no vilarejo mais próximo. A comida nunca está incluída no valor do passeio. É paga à parte. Geralmente os pratos são grandes e bem servidos, servem 2 pessoas e custam em média 100 à 120 reais.

Leve chapéu, óculos de sol e protetor solar. Os passeios pelas dunas e lagoas não têm sombra. É preciso estar preparado para horas de exposição sob forte sol. Roupas de banho são itens obrigatórios, obviamente. 

Para caminhar nas dunas não será necessário um calçado especial. Na verdade, o ideal é caminhar descalço mesmo. A areia não é quente (porque venta muito) e permite andar tranquilamente sem chinelo. Mas se os pés ficarem sensíveis demais depois de tantos passeios, experimente usar meias para percorrer as dunas, assim diminui o atrito com a areia. 

Leve um compartimento para preteger celular e câmeras da areia. Acredite, com o vento, entra areia em tudo quanto é lugar!

Não tente fazer passeios sozinho pelas dunas. A chance de se perder é muito grande. As dunas dos Lençóis Maranhenses são para serem desbravadas com o auxílio de guias experientes. Quem não conhece bem a região pode facilmente se perder e o resgate será bem complicado. Evite problemas.

 

O Transporte é desconfortável, Se prepare!

Visitar as lagoas dos Lençóis não é uma tarefa fácil. As estradas são de areia e bastante irregulares. Por causa do trajeto, a viagem pode ser bem desconfortável. Especialmente em Barreirinhas, onde as distâncias para as lagoas são maiores, e o transporte pode ser um transtorno. 

Os veículos 4x4, tipo Toyota, são adaptados com bancos para passageiros. O percurso, quase sempre em areia e passando por vários trechos alagados, exige um bocado dos turistas. Os solavancos são constantes e pode ser bem cansativo sacudir durante uma hora e meia até chegar às lagoas. Em Santo Amaro os trajetos são mais curtos, por isso o sofrimento é menor. 

DICA LEGAL: Leve dois óculos escuros. Um bom que você usa sempre e outro "mais velhinho". Motivo: a areia que bate nos óculos com o carro em movimento arranha toda a lente! Então leve dois óculos, um para os passeios e fotos e outro para ser "detonado" pela areia.

 

Como Chegar

Para chegar aos Lençóis Maranhenses é uma aventura longa e cansativa (mas vale a pena!). Eu saí de São Paulo de manhã bem cedo e só cheguei na pousada tarde da noite. Vou explicar. 

A gente chega de avião pelo aeroporto de São Luís. Depois é preciso pegar uma estrada (asfaltada, mas ruim e cheia de buracos) até Barreirinhas ou Santo Amaro. O percurso é de 250 Km e dura 4 horas e meia. Sim, depois de um longo voo até São Luís do Maranhão, ainda tem uma estrada de 4 horas e meia pra encarar!

A maneira mais econômica de fazer esse percurso entre São Luís e os Lençóis é de ônibus ou van compartilhada, mas ouvi vários relatos dizendo que é extremamente cansativo e desconfortável. 

Então eu optei por contratar um transfer privativo. É mais caro sim, porém com mais conforto, um carro novo, com ar-condicionado, que caiba minhas malas e com um motorista experiente que conhece bem a estrada e as paradas. Muitas agências de turismo fazem esse trajeto, as mesmas que a gente contrata para fazer os passeios pelas lagoas dos Lençóis. 

IMPORTANTE: Não vale a pena alugar um carro para fazer esse percurso! A estrada é ruim, e lá nos Lençóis só entram carros 4x4 autorizados. Então é melhor ir de transfer mesmo.

 

Quais Cidades Ficar

Os Lençóis Maranhenses ocupam uma área gigante. Para explorar a região é preciso escolher uma cidade para ficar como base. As 3 cidades principais que recebem os turistas são: 

  • Barreirinhas
  • Santo Amaro
  • Atins

O mais legal - e o que muita gente faz - é escolher mais de uma cidade para se hospedar. Assim, a gente aproveita tudo que os Lençóis têm a oferecer. Escolha pelo menos 2 cidades e passe pelo menos 3 dias em cada uma.

Vou mostrar mais a frente o que fazer em cada cidade.

 

Barreirinhas

A maioria dos turistas escolhem se hospedar em Barreirinhas. 

Barreirinhas é a base mais procurada pelos turistas. É a cidade mais fácil de chegar e a que oferece a melhor infraestrutura turística. Há uma variedade de pousadas, agências de turismo e restaurantes. É uma cidade mais cheia e movimentada. Mesmo assim é uma cidade bem pequena e simples. De lá saem vários passeios para as dunas e lagoas. Mas as lagoas ficam longe de Barreirinhas. Para chegar até elas é preciso pegar uma jardineira 4x4 por 1 hora e meia que sacoleja bastante. A estrada é de areia e bem irregular. Mesmo assim é uma cidade que deve estar no seu roteiro, pelo menos por 3 noites.

A orla de Barreirinhas que fica às margens do rio Preguiças, é bem agitada. À noite, na Avenida Beira-Rio, vários bares e restaurantes recebem os turistas depois do longo dia de passeios. É o lugar ideal para relaxar e comer alguns quitutes regionais. 

Para ficar na cidade durante a noite não é necessário roupas chiques. Tudo é bem simples e despojado. Sandálias e chinelos serão os melhores aliados, assim como roupas confortáveis e frescas. 

A internet e o sinal de celular são bastante instáveis nos Lençóis. As pousadas oferecem Wi-Fi, mas não é garantido que estarão funcionando maravilhosamente bem. Acontece muitas vezes de ter melhor sinal no alto das dunas do que nas pousadas (hahaha). 

Cartão de crédito é aceito em Barreirinhas. Por lá também tem caixas eletrônicos, coisa que não acontece em Santo Amaro e Atins. Tenha sempre um pouco de dinheiro na carteira para compras menores. 

Há 2 tipos de hospedagem: as pousadas do centrinho e as pousadas que ficam mais afastadas do centro.

Leve repelente!

É de Barreirinhas que saem os principais passeios que exploram a região dos Lençóis. Além dos circuitos que visitam as lagoas e dunas, tem também passeios de barco, passeios de quadriciclo e até flutuação em bóias que descem o rio abaixo. São muitas opções de passeios que as agências oferecem. Você tem que fazer aquilo que gosta e que melhor se enquadra no seu perfil de turismo. 

Em Barreirinhas eu escolhi fazer só passeios relacionados às dunas e lagoas mesmo. Então fiz o Circuito da Lagoa Bonita e o Circuito da Lagoa Azul. 

 

Circuito da Lagoa Bonita

A chegada ao Circuito da Lagoa Bonita impressiona! Temos que subir uma duna altíssima de 70 metros através de uma escada de madeira para chegar num ponto bem alto do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Dali temos uma vista de tirar o fôlego, de várias lagoas lindas cercadas por dunas impressionantes. Uma visão pra guardar pra sempre na memória.

 

Circuito da Lagoa Azul

No circuito da Lagoa Azul não há tantas lagoas, e sim dunas. Mas as lagoas que tem são enormes e marcantes.

 

Sobrevoo pelos Lençóis

Se visto de baixo os Lençóis Maranhenses já são espetaculares, do alto é ainda mais impressionante. Para entender a dimensão da beleza dos Lençóis, faça um sobrevoo pela região. O cenário é de emocionar! 

O preço é R$ 400 por pessoa. Duração: 30 minutos. Esse voo só sai de Barreirinhas.

O melhor horário para o sobrevoo é no início do dia ou ao entardecer, quando a luz do sol reflete na água das lagoas e marca ainda mais as dunas. 

CURIOSIDADE: Tem gente que paga mais caro por um voo sem porta acredita?! Eles retiram a porta do avião para o passageiro se sentir mais livre e com bastante vento na cara, hahaha. O curioso é que o preço é mais caro que o voo normal. Pra mim tinha que ser bais barato ué, afinal o avião voa faltando um pedaço rs.

 

Passeio Noturno pelas Dunas

Esse passeio incomum é certamente muito especial. O passeio noturno permite tomar banho nas lagoas sob o lindo céu estrelado. E como a temperatura da água é sempre agradável, não haverá susto ao entrar e nadar sob o luar. Para fazer esse passeio o ideal é estar em Santo Amaro, onde as lagoas são mais próximas da cidade, o que facilita o trajeto. O passeio não é oferecido por qualquer agência, é um roteiro especial. Também é possível fazer privativo contratando um guia particular com carro.

 

Santo Amaro

Santo Amaro é um vilarejo bem simples, muito menor que Barreirinhas, mas tem pousadas bem bonitinhas e que atendem bem as necessidades dos turistas. A cidade fica praticamente dentro do parque nacional dos Lençóis e por isso oferece um acesso bem mais rápido às lagoas e dunas. Com apenas 15 minutos de estrada já temos acesso à elas. As lagoas de Santo Amaro são as mais bonitas e perenes, ou seja, ficam cheias por mais tempo. E a grande vantagem é que são bem mais vazias, longe do movimento das dunas e lagoas de Barreirinhas que recebem muito mais turistas.

As pousadas são simples e charmosas. Quase todas tem restaurantes. Isso evita de sair à noite para jantar, pois as ruas são muito desertas e escuras.

Leve repelente!

A internet e o sinal de celular são bastante instáveis nos Lençóis. As pousadas oferecem Wi-Fi, mas não é garantido que estará funcionando maravilhosamente bem. Muitas vezes o sinal de celular é melhor no alto das dunas do que nas pousadas! 

Cartão de crédito é aceito em alguns lugares em Santo Amaro. Fique atento e tenha sempre uma boa quantia de dinheiro para emergências, passeios e alimentação. Em Santo Amaro há um Bradesco, casa lotérica e agência dos Correios, caso precise sacar dinheiro. 

As lagoas de Santo Amaro são de uma beleza indescritível. Elas são enormes, profundas, com água extremamente transparente e coloração que varia entre azul e verde, muitas vezes na mesma lagoa! As dunas têm formações impressionantes.

 

Atins

Atins é uma vila que pertence a Barreirinhas. Chegar lá é super difícil, tem que ser de barco ou de jardineira 4x4 (cerca de 2 horas de viagem em estrada de areia bem irregular). Mas tem turistas que amam ficar em Atins pelo simples fato de ser uma vila remota, longe de tudo e bem isolada. Fica na beira do mar, bem onde o rio Preguiças desemboca no oceano. A praia é deserta, tem muitas ondas e a água é escura (marrom). Venta muito e por isso tem muitas pás de moinhos de vento que geram energia eólica. E também por causa do vento forte, há muitos praticantes de Kite Surf. As ruas são de areia, há poucas pousadas e restaurantes. A energia por lá é mais solar do que elétrica e não pega sinal de celular. Mas o lugar tem seu charme peculiar, por isso há pessoas que preferem ficar hospedados em Atins. O vilarejo dá acesso às dunas e lagoas facilmente, mas as mais bonitas ficam mesmo em Santo Amaro.

 

Como se locomover entre as cidades

fdfdfdf

 

São Luís, a capital do Maranhão

fdfdfdf

 

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.