MOSCOU

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Centro do poder de Ivan (O Terrível), 

odiada por Pedro (O Grande), 

objetivo mortal de Napoleão e Hitler, 

a cidade dos muros vermelhos por trás da cortina de ferro... 

essa é Moscou!

 Meu print do celular naquele dia. MOSKVA é Moscou em russo. Estava com céu limpo, 16 graus negativos e anoitecendo às 16:04h! 

 

Praça Vermelha

O ponto turístico mais importante de Moscou é sem dúvida a Praça Vermelha, que é linda e realmente impressiona. O interessante é que o nome não deriva da cor dos tijolos ao seu redor, nem da associação da cor vermelha ao comunismo. Na verdade, a palavra russa красная (krasnaya) pode significar tanto "vermelho" como "bonito". Então, a Praça Vermelha significa "Praça Bonita" em russo.

O prédio do Museu Histórico do Estado é esse enorme edifício vermelho do centro que se destaca na paisagem, e pela cor, certamente contribui com a expressão "vermelha" do nome da praça. 

Moscou Praça Vermelha Rússia Blog da Ana Cassano anacassiano.com.br O prédio do Museu Histórico do Estado, visto de frente.

 

Meu chapéu russo, o Ushanka, pele sintética! Pele de animal NÃO Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br Olha o meu chapéu russo, o Ushanka. E à direita, a Torre do Arsenal, que faz parte do Kremlin.

Na parte de fora da parede do Kremlin, voltada para o Jardim Alexander, fica o túmulo do soldado desconhecido. É um memorial dedicado aos soldados soviéticos mortos durante a Segunda Guerra Mundial. O monumento de granito vermelho é decorado com uma escultura de bronze de um galho de louro e um capacete de soldado sobre uma bandeira. Em frente ao monumento, há uma estrela de cinco pontas e uma tocha de fogo que nunca se apaga. Todos os dias, de hora em hora, acontece ali a cerimônia de troca da guarda.

 Nos blocos ao longo da parede, está escrito os nomes de cidades russas consideradas heróicas.

 

 Obelisco com lista das 40 "Cidades da Glória Militar".

 

 A bela Torre do Arsenal.

 

 A cúpula do Palácio do Senado, avistada por cima do muro do Kremlin.

 

 Crianças brincando no Jardim Alexander.

No inverno, anoitece cedo no hemisfério norte. Quanto mais perto do pólo, mais cedo anoitece. Nesse dia, eu quis voltar na Praça Vermelha para tirar fotos à noite. Nem precisou ser tão tarde! Eram 17 horas! E olha como já estava escuro.

Praça Vermelha Moscou à noite com neve. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 À direita, o Museu de Moscou.

 

  A Praça Vermelha à noite e nevando! Eu amo essa foto.

 

Catedral de São Basílio

Outro monumento importante que fica na Praça Vermelha é a Catedral de São Basílio. Ela é a imagem mais conhecida da Rússia no exterior. Pra mim parece um doce, um bolo gigante com um monte de cupcake ao redor. Dá vontade de chupar bala, sei lá rs. Mas na verdade o projeto do edifício é em forma de chama de uma fogueira subindo ao céu.

É uma catedral ortodoxa erguida em 1555 na Praça Vermelha em Moscou. Foi construída sob a ordem do Czar Ivan (tido como “O Terrível”) que mandou cegar o arquiteto Postnik Yakovlev, para evitar que construísse algo tão belo pra mais alguém (nossa né!). Nenhum projeto semelhante pôde ser encontrado no milênio inteiro da tradição bizantina, o que torna a catedral uma contrução única. 

Catedral de São Basílio na Rússia Moscou, como é por dentro. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

Para ler tudo sobre a Catedral de São Basílio clique AQUI

 

Assista ao video abaixo:

 

Memorial de Lenin

Memorial de Lenin também fica na Praça Vermelha. É onde está guardado e exposto o corpo de Lenin, líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O mausoléu é vermelho e preto, representando o sangue e o luto. 

O local é constantemente vigiado pelo batalhão presidencial, porém é aberto para visitações. Em 1953, o corpo embalsamado de Stalin ficou exposto ao lado do de Lenin, durante dois anos. Após o XX congresso do Partido Comunista da União Soviética, Stalin foi enterrado nas paredes do Kremlin.

 Entrada do mausoléu de Lenin.

 

 Na fachada está escrito o nome de Lenin em russo.

 

 O corpo de Lenin embalsamado fica exposto.

 

 

Kremlin

Ao lado da Praça Vermelha fica o Kremlin. É a residência oficial do presidente da Rússia, que no caso é o Putin. É o símbolo do poder soviético e capital da Rússia.

 

O nome Kremlin significa "fortaleza dentro de uma cidade". Era onde viviam os czares, e depois, foi transformado em quartel-general para os chefões russos comunistas. 

 À noite, iluminado.

 

O Kremlin é um complexo com 5 palácios, 4 catedrais, museus e galerias de arte, tudo isso cercado por uma muralha vermelha com 20 torres de observação, às margens do Rio Moskva. 

 O Kremlin visto do alto. Foto da internet**

 

Kremlin Moscou Rússia como é lá dentro. Blog da Ana Cassiano anacassiano

Eu fiz esse filminho no Kremlin, Assista:

 

As muralhas e as torres do Kremlin foram construídas por mestres italianos ao longo dos anos de 1485 a 1495.

As muralhas do Kremlin, como é a visitação. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

O Kremlin é enorme e aberto ao público. Qualquer um pode conhecer. É pago, mas vale à pena visitar porque lá dentro é lindo! A metade de um dia é suficiente para conhecer tudo.

 Entrada do Kremlin.

 

 

Ballet Bolshoi

Logo atrás da Praça Vermelha fica o famoso Ballet Bolshoi. As melhores bailarinas do mundo estão na Rússia, isso não tem muito como negar. A frente do edifício é linda. Fica um monte de gente tirando fotos. Como eu fui no inverno, estava acontecendo lá uma exposição de esculturas de gelo ao ar livre. Bacana demais!

Prédio do Ballet Bolshoi Moscou Rússia, no inverno com esculturas de gelo na frente. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 

Shopping Center Gum

Outro lugar lindo que também fica na Praça Vermelha é o Shopping Gum. A construção parece um castelo, e fica bem na frente da estação do metrô. Como estava muuuito frio nesse dia, ele me serviu como ponto de apoio para esquentar um pouco. Além de ser bem bonito por dentro, tem várias lojas (caras), banheiros e cafés deliciosos.

País socialista? Não mais! A Rússia me surpreendeu muito. Pensei que fosse encontrar um país fechado, sem nenhuma referência capitalista, e me enganei redondamente! Pelo menos nas cidades que fui, encontrei uma Rússia glamurosa, elegante e chic. Pessoas bem vestidas, lojas cheias, com bastante gente consumindo. Muitos carrões nas ruas, quarteirões inteiros de griffes caras, redes de fast food em cada esquina, e muitos (muitos!) shopping centers, enormes, um mais lindo que o outro! 

A Rússia já não é mais socialista há muito tempo. Muitos de nós ainda temos a ideia de uma Rússia soviética, em constante conflito com os EUA, uma ameaça ao modelo ocidental capitalista. Mas, a Rússia mudou muito desde o fim da União Soviética, em 1991. Sob a liderança de Boris Ieltsin, a Rússia viveu um processo de transição econômica e liberdade política. Foi abandonado o modelo de economia centralizada, mas esse abandono teve consequências graves que se repercutem ainda hoje: inflação, recessão, desemprego e aumento do crime organizado. É neste quadro que se destaca Vladimir Putin, o político russo mais influente do início do século 21. Depois de 20 anos de transição, a Rússia é hoje um país em que o modelo capitalista está implantado.

 

Arredores da Praça Vermelha

Exploramos à pé as ruas ao redor do Shopping Gum. Na esquina do shopping, fica a belíssima Catedral de Cazan de Moscou.

 Catedral de Cazan à esquerda e Shopping Gum à direita.

 

Ali começa a rua Nikolskaya. Caminhamos até o fim dessa rua, que é linda, até a esquina com a rua Tretyakovsky Proyezd. É uma rua de pedestres, super linda e agradável, cheia de lojas. Como eu fui no Natal, tinham auto falantes espalhados por cada canto dessa rua, tocando músicas elegantes e chics, super agradável. Que rua linda gente! Nunca vou esquecer.

Nikolskaya arredores da Praça Vermelha em Moscou, o que fazer. Blog da Ana Cassiano Rússia anacassiano.com.br

Eu fiz um filme curtinho na rua Nikolskaya enquanto nevava e os auto falantes tocavam músicas de Natal, assista:

 

Ainda explorando as redondezas da Praça Vermelha, a gente encontra o belo prédio da Biblioteca do Estado Russo, a maior do país e a terceira maior do mundo em número de exemplares.

 

Estações de Metrô de Moscou

O trânsito de Moscou é péssimo! À qualquer hora, em qualquer lugar. O trânsito simplesmente para, dá um nó. Por isso a maneira mais fácil, prática e barata de andar pela cidade é de metrô. E não vai ser nenhum sacrifício! Você já ouviu falar sobre as estações de metrô de Moscou? São famosas porque são praticamente uns palácios!

As estações de metrô de Moscou são como palácios, leia no Blog da Ana Cassiano Rússia anacassiano.com.br

O metrô de Moscou foi planejado por Stalin com a intenção de abrigar a população no caso de um ataque nuclear! (Olha que louco isso!) As estações são elegantes, totalmente decoradas, com adornos, pinturas e mosaicos. São praticamente castelos! Essa foi a intenção de Stalin quando as projetou. Além do aspecto utilitário, ele queria que as estações fossem "os palácios do povo", que depois de um longo dia de trabalho, pudessem voltar para casa com a mesma sensação que os czares russos tinham quando andavam pelos seus castelos.

Propaganda ideológica comunista por trás das belas estações de metrô da Rússia Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

É claro e evidente que por trás disso tudo tinha uma forte propaganda da ideologia comunista, que na época usava obras monumentais para impressionar a massa trabalhista. Nas estações, tem belíssimos painéis e pinturas que retratam cenas da vida na União Soviética e imagens de políticos e russos ilustres. São detalhes cheios de símbolismos tentando afirmar o poder do Estado.

Existe um tour especial e guiado que passa um tempão no subterrâneo, visitando quase todas as estações. Ou seja, tem gente que vai à Moscou só para ficar andando de metrô, hahahahahaha e não é pra menos. Dá só uma olhada em algumas das estações:

Metrô de Moscou, quentinho, limpo e organizado. Blog da Ana Cassiano Nós no metrô.

Eu escrevi um post exclusivamente sobre as Estações de Metrô de Moscou. Mostro cada uma detalhadamente, uma obra de arte!!! Clique AQUI  para ler.  

 

As Torres Sete Irmãs

As Sete Irmãs são os sete arranha-céus construídos entre 1947 e 1953 para celebrar o poderio da União Soviética frente ao capitalismo e a vitória sobre a Alemanha na Segunda Guerra. Alguns edifícios utilizaram inclusive prisioneiros de guerra alemães como mão-de-obra. São edifícios altos e construídos em estilo Classicismo Soviético com influência neo gótica, e estrutura escalonada, com a base bem mais larga que o topo, o que aumenta a sensação de imponência. 

É impossível andar por Moscou e não avistar um dos predios que compõem as “Sete Irmãs” da arquitetura Estalinista. Os prédios foram desenhados e viabilizados pessoalmente por Stalin. Ele imaginava que um dia a Rússia se tornaria numa grande potência, e que seria necessário construir um lugar apropriado para receber os visitantes internacionais ilustres. Construiu então grandiosos complexos, cada um com torres altas, de forma que ao longe, as sete ficam espalhadas pela cidade. A intenção desses complexos era de abrigar diferentes orgãos do governo, alguns residenciais e a Universiade Estatal de Moscou. 

Seis desses arranha-céus se encontram na região central de Moscou, apenas o prédio da Universidade fica mais afastado.

Um dos prédios mais famosos é a sede do Ministério de Relações Exteriores da Rússia. O outro, é a Universidade. Mas os outros 5 viraram prédios de apartamentos de luxo ou hoteis de redes internacionais (entre eles um Radsson e um Hilton). 

 Torre do Ministério das Relações Exteriores.

 

O prédio da Universidade é uma gigantesca obra de arte, ricamente decorada com diversos tipos de mosaicos nas paredes internas e externas. Esse arranha-céu impressiona pela imponência. Ele é muito alto e domina toda a visão de quem anda naquela região da Avenida Lomonossov. Visto de fora parece um único prédio, mas dentro ele tem muitas divisões, corredores, elevadores, escadas etc. Isso faz com que facilmente você fique perdido lá dentro e, quando finalmente sai na rua, aparece em um lugar que você nunca tinha visto. A parte de trás do prédio da universidade é um espetáculo à parte, com grandes jardins, diversos bustos de cientistas russos e um espelho d'água. Tem também um mirante de onde é possível ver toda a parte antiga de Moscou, inclusive o Kremlin e a Praça Vermelha. Geralmente pessoas que se casam passam por ali para tirar fotos, fazer vídeos etc. Para chegar até lá, pegue o metrô e desça na estação Universitet (Университет).

 Lomonosov (Prédio da Universidade)

 

Parque Gork

Não muito longe da Universidade, fica o Parque Gork. Árvores carregadas de neve, lagos totalmente congelados e crianças sendo puxadas por trenós... Foi isso que eu encontrei lá, porque fui no inverno lembra??? Mas eu li que é um lugar lindo, cheio de coisas recreativas para fazer e que os russos lotam o parque nos dias quentes. Posso imaginar que no verão seja assim mesmo, mas vou mostrar como o parque estava quando eu fui. Parece Nárnia kkkkk mas tem sua beleza também.

Parque Gork Moscou Rússia no INVERNO, veja como é. Blog da Ana Cassiano anacassiano.com.br

 

CURIOSIDADES

A Rússia é o maior país do mundo em área. São 17 milhões de quilômetros quadrados. Ela é incrivelmente maior que os outros países. Pra se ter uma noção, o Canadá que é o segundo maior país do mundo tem 9,98 milhões de Km2. 

A Rússia atravessa dois continentes: Europa e Ásia, além de fazer fronteira com 14 países. Tem 7.700km de leste/oeste e 2.800km de norte/sul.

Mas a população da Rússia não é tão grande em relação ao tamanho do seu território, porque a maior parte do país fica no círculo Polar Ártico, que é coberto de gelo e tem os solos congelados quase o ano todo. Curiosamente, a população da Rússia é bem menor que a do Brasil.

Você sabe quais são os Maiores e os Menores países do mundo? Leia AQUI 

 

Leia também:

Informações Importantes e mais Curiosidades sobre a Rússia

São Petersburgo e seus Pontos Turísticos

O Palácio de Catarina

As maravilhosas Estações de Metrô de Moscou

A Catedral de São Basílio em Moscou

Dica de viagem para países de língua difícil

Todos meus posts sobre a Rússia

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.