Praga - República Tcheca

Choose the Language ↓ Escolha o Idioma

EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
 
 

 

Praga é a capital e a maior cidade da República Tcheca, situada às margens do Rio Vltava. Conhecida como "cidade das cem cúpulas", Praga é um dos mais belos e antigos centros urbanos da Europa, famosa pelo extenso patrimônio arquitetônico e rica vida cultural. Importante também como núcleo de transportes e comunicações, é o principal centro econômico e industrial.

Até 1992, a República Tcheca e a Eslováquia eram um país só, a Tchecoslováquia. Devido a tensões nacionalistas no governo, o país foi dissolvido e em 1993 os dois estados tornaram-se independentes. A dissolução, chamada de “Divórcio de Veludo”, foi uma das mais pacíficas do século XX.

Situada na Boêmia central, a cidade de Praga localiza-se sobre colinas, em ambas as margens do rio Vltava, pouco antes de sua confluência com o rio Elba. O curso sinuoso do rio através da cidade, cheia de belas e antigas pontes, contrasta com a presença imponente do grande Castelo de Praga em Hradcany, que domina a capital na margem esquerda do Rio Vltava.

Praga é a única grande cidade da Europa que não foi bombardeada na Segunda Guerra Mundial. Rumores dizem que Hitler queria transformar a cidade na capital cultural da Europa.

Estivemos em Praga no mês de novembro. Estava muito frio e os dias estavam mais curtos (anoitecia cedo, por volta de 16 horas). Então se você quiser aproveitar mais a viagem, programe-se para ir no verão (julho à setembro).

 

A Ponte Carlos

Construída em 1357 pelo Rei Carlos IV, a ponte foi erguida sobre o Rio Moldava para servir como principal ligação entre a Cidade Velha e a Cidade Pequena, onde fica o Castelo de Praga. 

A vista da ponte é linda, com o Castelo de Praga no alto da colina.

A Ponte Carlos tem 516 metros de extensão e 10 de largura e se apoia sobre 16 arcos de pedra. Vista da margem, dá para ver melhor os arcos.

A ponte é decorada por 30 estátuas situadas em ambos os lados. A maioria delas foi construída entre 1683 e 1714 em estilo barroco, representando santos e patronos venerados na época. 

Além das esculturas, a Ponte Carlos tem duas torres góticas, uma em cada ponta.

  Igreja de São Salvador, datada do ano de 1500 com interior barroco.

 

À noite, a ponte é linda e iluminada. Não deixe de passear por ela nesse horário também.

 

O Castelo de Praga

Para chegar até ele, basta sair da Ponte Carlos e subir as ruas MosteckáNerudova e rua ÚvozNo total, são de 15 a 20 minutos de caminhada. Essas são ruas de pedestres bem lindas e típicas, cheias de restaurantes, cafeterias e lojinhas. Os únicos carros que podem subir essa rua são dos moradores.

No percurso dessa subida tem dois pontos turísticos, a Torre Lesser e a Igreja St Nicholas.

  Ao longe, o Mosteiro de Strahov.

 

O Castelo de Praga foi erguido no local onde a cidade foi fundada, por volta do ano 880. É o maior castelo do mundo com uma área superior a 72 mil m². Ele serviu como moradia para várias gerações de reis da Boêmia e hoje é a residência do presidente da República Tcheca e sede de governo. 

Apesar de ser chamado de castelo, na verdade ele tem cara de cidade. É cheio de ruas, prédios, casas e igrejas.

Podemos entrar e visitar. Os principais pontos são Antigo Palácio Real e a Basílica de São Jorge

   Basílica de São Jorge, essa de fachada vermelha.

Catedral de São Vito é maravilhosa, com seu prédio gótico que começou a ser erguido em 1344 e demorou mais de 600 anos para ficar pronto. Em seu interior, os reis da Boêmia eram coroados e cremados. 

Golden Lane é uma rua lateral do castelo que leva esse nome por causa dos ourives que viveram lá no século 17. A Golden Lane tem pequenas casas coloridas, muitas delas são hoje lojas de souvenir.

A vista do alto do castelo é linda. Vemos Praga aos nossos pés. Nós ficamos até o anoitecer.

 

Praça do Centro Histórico

A Praça do Centro Antigo é a mais importante de Praga. Data do século 12 e testemunhou vários momentos históricos do país. A praça é lotada de turistas que passam por ali para admirar a bela arquitetura do lugar.

  O Palácio de Kinsky e a Casa do Sino de Pedra, em estilo rococó.

 

No centro da praça fica o Monumento ao Mestre Jan Hus, reformista religioso que foi queimado vivo. 

A Igreja de Nossa Senhora Antes de Tyn, em estilo gótico, se destaca entre os prédios da praça.

O Relógio Astronômico, ou ‘Orloj’, localizado em uma das faces da torre da Prefeitura, é um mecanismo medieval construído no ano de 1400. Ele é composto por  um mostrador astronômico, representando a posição do Sol e da Lua no céu, um mostrador-calendário com medalhões representando os meses e a ‘Caminhada dos Apóstolos’, um show mecânico em que bonecos dos 12 apóstolos saem de dentro da torre a cada hora.

 À direita da foto, o Palácio de Kinsky, em estilo rococó.

 

Outra construção belíssima que fica na praça é a Igreja de São Nicolau, em estilo barroco.  

À noite a praça fica linda, toda iluminada! Não perca a chance de visitá-la nessa hora também.

 

A Torre da Pólvora

Saindo da Praça do Centro Histórico, pegue a Rua Celetná e siga caminhando por ela até a Torre da Pólvora. Ela é uma das 7 torres que existem em Praga. Com 44 metros de altura, é um dos mais antigos e valiosos patrimônios arquitetônicos da cidade, tendo feito parte das muralhas defensivas da capital da República Tcheca desde 1475. 

rua Celetná e toda as ruas ao redor são cheias de lojas e restaurantes. É uma delícia andar por ali.

  Teatro Municipal, um belo prédio em estilo art nouveau.

 

 

Museu Nacional e Praça Wenceslas

Saindo da Torre da Pólvora, são 15 minutos de caminhada até chegar na Praça Wenceslas onde fica o imponente prédio do Museu Nacional. Ele fica em uma larga avenida com um caneiro florido no meio, rodeada de belos prédios do início do século 20.

  A Praça Wenceslas à noite.

 

A Casa Dançante

Na altura da ponte Jiráskův Bridge fica a Dancing House, que é um premiado edifício construído em 1996, obra dos arquitetos Vlada Milunić e Frank Gery. Uma moderna obra de arte de arquitetura desconstrutiva que obviamente se tornou um ponto turístico bastante visitado da cidade. O que inspirou o nome foi o fato da construção se assemelhar a um passo de dança. 

O prédio abriga salas comerciais de empresas multinacionais, um hotel e um restaurante francês na cobertura, com vistas magníficas da cidade.

Andando pela margem do Rio Vltava podemos admirar a bela paisagem de Praga. É um delicioso passeio caminhar por ali. Quando eu fui era outono e as cores das árvores deixaram um colorido maravilhoso na cidade.

 

O Museu do Trabant

Preço: 99 CZK por pessoa

História completa da produção de carros Trabant, desde o primeiro antecessor do Trabant AWZ - P70(1954), através do Trabant P 60 (600), Trabant 601 a versão mais comum e conhecida, até o último Trabant 1.1 de quatro tempos com motor originário do VW POLO (1989 - 1991), com o qual a produção desses carros foi interrompida em 1991. 

Foram produzidos 3.096.099 Trabants em todas as versões. Todos esses carros em exibição são apresentados em seu estado original.

Endereço: Pilsen 215 b Praga - 5 Motol no edifício STK Motol (grande edifício laranja)

Site oficial AQUI

 

Atenção: Como usar o metrô em Praga

O metrô de Praga é um meio de transporte excelente, barato e muito prático, que nos leva a muitos pontos da cidade sem precisar enfrentar o trânsito. Junto com os bondes elétricos e os ônibus, o metrô forma uma rede com ótima cobertura, sistema que está entre os melhores do mundo. 

Mas atenção! Não há nenhum tipo de obstáculo que impeça a sua entrada no metrô. Você pode entrar no transporte público mesmo sem comprar o bilhete. Mas há fiscalização e a multa é cara para quem tenta viajar de graça, fora o constrangimento. Então, temos que comprar o ticket e guardá-lo conosco para mostrar ao fiscal caso ele apareça. Moradores costumam ter passes anuais, então não precisam validar a cada entrada no transporte público. Basta ter o passe à mão para mostrar em caso de fiscalização.

 

Gastronomia

Um dos pratos mais típicos da culinária tcheca é o Goulash no Pão, um caldo grosso de carne muito popular entre turistas, encontrado em quase todos os restaurantes da cidade.

Outra coisa que você não pode deixar de comer por lá é o Trdelník, que é um tipo de bolo de espeto. É feito com massa rolada, envolvida em torno de um espeto, e então grelhado e recoberto com açúcar e uma mistura de nozes. É divino e quentinho! Tem várias barraquinhas de rua que vendem.

 

Hospedagem

Ficamos hospedados no King Charles Boutique Residence, um hotel que funciona em um belo prédio histórico de 1913, que foi reformado e transformado em residência boutique. 

Cada quarto é equipado com uma cópia de móveis antigos de madeira de mogno escuro. O King Charles fica perto do centro de Praga, e há uma estação de metrô a 10 minutos dele para facilitar nossa vida. Site do hotel AQUI

 

O Idioma

O idioma oficial da República Tcheca é o tcheco, uma língua ocidental do subgrupo das línguas eslavas. Em outras palavras é uma língua que nós meros mortais não entendemos, rs. 

Os tchecos que trabalham nos pontos turísticos falam um inglês “mais ou menos”, mas dá pra entender. Nos outros lugares mais afastados, já é mais difícil a comunicação. Então vale a mímica.

Eu escrevi um post falando sobre viagens em países de língua difícil. Para ler clique AQUI

 

A Moeda

Viajar para a República Tcheca não é caro. Lá a moeda não é o Euro, é a Coroa Tcheca (Czech Koruna).

1 Real =  3,84 CZK (ano 2021)

 

Leia também:

Outros países e passeios pela Europa

Ana Cassiano

Morei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.

MMorei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.orei na Alemanha por 8 anos. Já visitei vários países de continentes diferentes. Sou Guia de Turismo em São Paulo, Escritora de Viagens e Colaboradora de Sites de Turismo.